quinta-feira, março 09, 2006

O DISCURSO DA POSSE

Cavaco Silva fez hoje o discurso que José Sócrates poderia ter feito há um ano quando foi nomeado primeiro-ministro.
ccs

40 comentários:

Cosmo disse...

E a dosezita de veneno que estava a faltar...

Mas não, «Cavaco Silva "não" fez hoje o discurso que José Sócrates poderia ter feito há um ano quando foi nomeado primeiro-ministro».

Cavaco Silva fez hoje o discurso que qualquer pessoa com profundo sentido de Estado poderia ter feito.
Duvido muito que José Sócrates cumpra com esse requisito.

P.L. disse...

Interpreto isso como um elogio.

P.L. disse...

Aliás, os poderes constitucionais conferem a CS o direito de exercer uma Presidência interventiva. Não é por acaso que estamos num regime 'semi-presidencialista'.

continuo anonimo disse...

Lembram-se do artigo sobre "o monstro"? Com Pina Moura numa foto? Espero que uma das prioridades de Cavaco seja pressionar no sentido de uma "moralização" da política. Com o fim da possibilidade de acumulação de cargos públicos assim como a acumulação de cargos públicos e privados.
Corram com o cretino chamado PMoura da AR e de qualquer cargo executico do PS enquanto esse partido está no Governo!

rodrigo disse...

Ora, ora..CCS...não começe já a espingardar.

A procissão ainda vai no Adro....

CCz disse...

Há cerca de seis meses, ouvi/vi uma intervenção de Joaquim Aguiar na televisão em que este afirmava de modo claro e directo, estilo Medina Carreira, que Sócrates ainda estava iludido, ainda acreditava que podia governar.

Passarinha disse...

ela precisa de ser um bocadinho menos stiff, ficava mais giru!

rb disse...

O discurso de Cavaco só mostra que este está em sintonia com o governo de Sócrates. Ainda bem, pois as soluções para os nossos problemas há muito que estão estudadas só falta a coragem e as condições políticas para avançar. Penso assim que este mandato presidencial que agora começa vai ser muito pacífico e cooperante com o governo, para grande frustração de alguns, bem sei. É a vida ...

P.L.: pode explicar o que entende por semi-presidencialismo e presidente interventivo. Troque lá isso por miúdos sff.

rb disse...

(nota: o post podia ser um pouquinho maior pq assim ainda damos de caras com o Paulinho ...)

DasAntas disse...

Já tomou posse? E fez o discurso que o Sócrates poderia ter feito há um ano? Julgava, vejam lá a minha ingenuidade, que para cargos diferentes os discursos também deveriam ser diferentes.
Claro que também há a possibilidade do escritor dos discursos do PR {acabou-se o Cavaco. Respeitinho!} ser mais competente que o do Sócrates {este só é Primeiro, portanto não tem direito ao respeitinho}.

FB disse...

dasantas: estamos em período de contenção de custos, agora que ele é PR, faz sentido partilhar recursos com o PM, hehehe...;-)

P.L. disse...

Caro atento,
Já expliquei isso no meu blog, mas aqui fica.
O semi-presidencialismo, tal como o nome indica, é um regime intermédio, entre o parlamentarismo, em que o parlamento e o governo dele emanado detém praticamente todos os poderes e o Presidente se confina ao papel de 'figura decorativa', e o presidencialismo, sequndo o qual é o presidente quem possui plenos poderes executivos, administrativos (e detém o poder de iniciativa legislativa, em conjunto com o parlamento).
Ora, neste regime, existe um PR que divide os poderes com o parlamento e com o governo, mas sobrepõe-se a eles, pois pode demitir o governo e dissolver o parlamento. A constituição permite ao Presidente mesmo formar um governo de sua iniciativa, tendo como único limite escolher a administração de entre a maioria eleita. O Presidente pode assim ter um papel muito interventivo, caso o deseje, e pode mesmo impor a sua vontade ao governo, pois tem a legitimidade de ser eleito directa e universalmente, e por uma maioria absoluta, bem como pela possibilidade de demitir o governo sem ter de apresentar justificação concreta.

DasAntas disse...

Contenção de custos, o quê? Li agora no Causa Nossa que havia 2 000 convidados. Imagino que não tenham sido corridos a croquete e pastelinho de bacalhau. Se já nem eu faço, ou aceito isso.

carneiro-resmungao disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
carneiro-resmungao disse...

alguma alma aqui me sabe explicar porque é que uma cerimónia desta envergadura tem de ser a um dia da semana de trabalho?
e não vale dizer que isto é um país de sopeiras e aristocratas. essa, além de velha já eu sei.

Bajoulo disse...

“Em Portugal a Alma dos Mortos não ilumina as resoluções dos Vivos, porque o Dr. Oliveira Salazar ainda não reencarnou” – Quitéria Barbuda in “O Desejado”, Revista “Espírito”, nº 17, 2005.


www.riapa.pt.to

rb disse...

p.l. disse: "[...] neste regime, existe um PR que divide os poderes com o parlamento e com o governo [...]
pode mesmo impor a sua vontade ao governo [...]possibilidade de demitir o governo sem ter de apresentar justificação concreta"

Importa-se de repetir a ver se eu li bem?!

Afinal, quem governa?

A. Castanho disse...

Cavaco leu o discurso que Guterres poderia bem ter escrito para a mesmíssima ocasião!

Podemos ir todos já para banhos. A política vai de férias, com o "centrão" ao leme, até que se tenha de tomar alguma decisão realmente importante. Aí vai recomeçar tudo de novo (mas com outros protagonistas)...

ZéBonéOaparvalhado disse...

Não poderia fazer, como não foi a tomada de posse com pompa e circunstancia.

Mas esta tomada de posse, para um País, ingevalmente em crise economica, financeira e estrutural, não deixa de ser significativo.

Resta saber, se vai habitar o Palacio de Belem, é que, piscina ainda não foi estreada

Outro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
sniper disse...

Recomeçaram os lugares comuns.

jpf disse...

vae victis...

piscoiso disse...

A Microsoft já tem um programa que faz discursos de Estado.
Só tem que meter os dados do PIB e as coordenadas geográficas.

P.L. disse...

Pois, há um grande problema nesse sentido. Mesmo os constitucionalistas entram em conflito sobre isso.
Quem legisla é o Governo e a AR. O Presidente limita-se a promulgar ou vetar as leis.
No que toca à administração, é o governo quem governa. Mas o Presidente tem a legitimidade constitucional de coordenar e de formar o governo. Essa coordenação não é um processo directo. É através da coercibilidade, por assim dizer, de que ele dispõe face ao Governo.
Um problema gerado por isto é a política externa. Por vezes, o governo e o presidente estão em desacordo, o que leva a haver duas políticas externas. O expoente máximo aconteceu em França, com Mitterrand e Chirac.
Eu não sou um severo defensor do regime que vigora, mas devemos aceitar que o Presidente aja em conformidade com os poderes que o sistema lhe confere. Mas se não se gostar do regime, há-que debatê-lo com serenidade, no momento apropriado.

sniper disse...

acta non verba

DasAntas disse...

Em latim os lugares são sempre menos comuns. Estão mortos.

sniper disse...

Os lugares comuns são o denominador comum de todos os discursos presidenciais. Parecem os treinadores de futebol a comentar o jogo dia seguinte; "temos que respeitar o adversário", "iguais a nós próprios", "bola é redonda"...

Manuel Campos disse...

Não há por aí uma alma que se tivesse disponibilizado à gravação do discurso? Um próximo chefe de qualquer coisa, instituto público, governo ou similares, agradecia penhoradamente a economia de tempo a produzir umas quantas 'moelices' na tomada de posse. Talvez o Piscoiso já tenha, entretanto, apurado e refinado o programa de Estado da Microsoft... É-me complicado escutar discursos de Estado, porque enfadam com rapidez, são destituídos de conteúdo, semânticamente pobres e, pior, supõe que se dirigem a um povo (seja lá o que isso for...), plenos de esperança e o seu inverso, sacrifícios e empenhamento de toda a gente. O 'centrão' é isso, com umas quantas figuras de peso, como o inefável Espada, revirando o olho estrábico como quem quer pedir de todos e não dar a nenhum. Ou seja: o cinzentismo na sua expressão mais rica que, lamentavelmente, é paupérrima...

sniper disse...

O problema não é o centrão; é muito mais profundo que isso. The show must go on...

DasAntas disse...

Vocês viram a cerimónia? Se viram contem, porque eu estou proibida pelo psi de ver estas coisas. Ele diz que me enervam e deprimem, e lá tem que me aumentar a dose. No discurso borrifo-me. É sempre chapa 5. Quero saber é se o Jaime Gama falou um tempo infinito, como uma vez o Almeida Santos. E a diccção do PR como está? Já sabe dizer problema ou contornou o obstáculo? E a primeira dama já arranjou estilista ou continua a não saber combinar as coisas? Isto sim, isto é que é importante. O resto são peanuts.

paper life disse...

Como vamos ter 2 primeiros ministros vamos tb ter a novidadede n ter nenhum Presidenteda da República. Como será?

DasAntas disse...

No mínimo surreal.

JPCasado disse...

" ... Sócrates poderia ter feito há um ano ... " - Ainda bem que o Homem é de direita, senão iriam dizer que era copiado do outro.

Agora levantam-se-me duas duvidas:
- Quem é afinal estadista? São os dois? Bem não é propriamente aquilo que tenho ouvido chamar PM.
- Existiram factos com que façam com que o discuso possa realmente ser o mesmo? Ou será que o PR com este discurso ficou desactualizado?

".. nomeado primeiro-ministro." - Como canta a musica do nosso querido Jorge Palma: "Deixa-me rir..."

Cabouclo Capiroba disse...

atento disse...

p.l. disse: "[...] neste regime, existe um PR que divide os poderes com o parlamento e com o governo [...]
pode mesmo impor a sua vontade ao governo [...]possibilidade de demitir o governo sem ter de apresentar justificação concreta"

Importa-se de repetir a ver se eu li bem?!

Afinal, quem governa?

7:19 PM


Não foi o que aconteceu com Sampaio , que dissolve uma assembleia com maioria absoluta ? Estável...

Sampaio não fez um golpe de estado ?
As causas anunciadas ..não foram ..instabilidade social ?

Realmente e em abono da verdade arderam muitos carros , lojas foram saqueadas..distúrbios por todo o lado ...chegou até a haver mortos ..várias dezenas ...
Só no Chiado .. perto de 50% das lojas foram saqueadas..
Realmente Santana Lopes deixou o País cair no maior caos social jamais visto ..
Quem não se lembra daquela velhinha na Sic(k)toda queimada a chorar compulsivamente ..??

À conta disso Jorge Sampaio e muito bem .. anunciou ao País , do meio da rua .. onde choviam cocktails molotovs , que em acto desesperado e indo contra as regras elementares da nossa democracia iria dissolver um parlamento com maioria absoluta .. mas que manifestamente estava total e absolutamente em linha de colisão com a sociedade ...

Pode-se dizer que foi um golpe de estado ? Pode ..mas não havia alternativa ...

sniper disse...

Ouvi os comentários do BE e PCP ao discurso do Cavaco na Assembleia da República. Não nutro nenhuma simpatia pelo Cavaco Silva, mas tenho que confessar que esses dois partidos, o BE pelo ruído que introduz, e o PCP pelo que movimenta, vão causar graves e perturbações no país. Foi inaugurada uma nova época em Portugal, que vai criar sérios incidentes e precedentes. A esquerda está aterrorizada com o eventual fim do imobilismo e das palavras vãs e vazias. Desonestos e perigosos. Eu contínuo a pensar que vai ficar tudo na mesma, apesar do tom e estilo do discurso terem mudado, o que para mim são os novos lugares comuns. O Cavaco vai amolecer rápidamente.

Hieronymus Bosch disse...

Ó dasantas / malou / maria de lurdes:

Vai mudando de nome, mas a parvoíce continua...

DasAntas disse...

Veja se encontra o Francisco José e vão para Viena valsar. Mas façam-no calados.

Toino disse...

Sobre os "nossos" dirigentes (governantes), lembro-me que um queria que n´´os estivessemos no pelotao da frente - por outras palavras:pos-nos todos a andar de bicicleta, ainda por cima atras do carro vassoura. Outro pos-nos de tanga.
e agora.... estao onde estao.
Onde sra que tiraram a carta (de bicicleta) ou o atelier doutro.

moda por moda, tanga por tanga, antes a da Fatima Lopes

LAB

candy disse...

People can not Guanzhuziji life, nor can block the dates of death, so that my human live forever. Since the lives to come to such a capricious, we should make good care of it, use it to enrich it, so that the capricious, and precious lives, distributing its sublime glory, reflecting the real value of life.
讓網路行銷SEO團隊告訴您~以下各種網路行銷資訊
網路行銷
關鍵字
關鍵字廣告
關鍵字行銷
seo
網路排名
網站優化
自然搜尋

Grupo K2 disse...

ar condicionado para veiculos | reformas em geral | reformas de apartamento | ar condicionado automotivo | reforma de casas | pedreiros | pintura predial e residencial | centro automotivo | oficina mecanica | criacao de sites | site painel administrativo | ar condicionado automotivo | reforma de casas | pedreiros | chocolate trufas | centro automotivo | oficina mecanica | criacao de sites

ar condicionado para veiculos | reformas em geral | reformas de apartamento | ar condicionado automotivo | reforma de casas | pedreiros | pintura predial e residencial | centro automotivo | oficina mecanica | criacao de sites | site painel administrativo | ar condicionado automotivo | reforma de casas | pedreiros | chocolate trufas | centro automotivo | oficina mecanica | criacao de sites