sexta-feira, fevereiro 10, 2006

TÁCTICAS


O PS anunciou que, entre o aborto e o casamento de homossexuais, dá prioridade ao aborto. Teremos, portanto, o aborto em 2006 (se o "sim" ganhar o referendo) e, em 2007, o casamento de homossexuais. Não se percebe esta táctica subtil. Acha o PS que a Igreja e, em geral, a gente que não quer nem uma coisa nem outra se leva com mais facilidade dose a dose? Ou precisa de uma "causa" por ano para satisfazer a esquerda e calar o Bloco? Um ponto é certo: não há ali sombra de convicção. Para o PS, o aborto e o casamento de homossexuais contam ou não contam, de acordo com a conveniência superior do chefe e a agenda do governo. Em si próprios, são facultativos. Quanto muito valem como um sinal ao espírito do tempo. Como um "gesto".
vpv

20 comentários:

Anónimo disse...

Concordo consigo. Vão alterar a lei sem uma pinguinha de convicação, apenas porque sim, e porque em Espanha, etc e tal.Deixe lá... serve para animar a vida política e para não morrermos de tédio durante os próximos três anos.

O Cavalo de Arções disse...

Eu acho que o aborto devia ser legalizado até às 936 semanas. Até lá, dá para ter uma ideia do que o feto vai ser.

Marco disse...

Vão deixar andar! O aborto não decidem nada, chutam para canto, o referendo que provavelmente não terá efeitos vinculativos, como eles querem. O casamento, adiam, pode ser que fique esquecido.
O que não há é tomates.

bruxa de salem disse...

eu cá acho que o eng Sócrates devia era telefonar já ao Khaled Mashaal (o big boss do Hamas) e perguntar-lhe o que é que ele acha, se ele acha que a gente pode referendar ou não... será que a legalização do aborto e da homosexualidade não irá ofender a sensibilidade dos muçulmanos? Há que ter atenção às exigencias anunciadas.... convém não esquecer... cumprimentos e parabens pelo blogue e pelo blablabla
Bruxa de Salem

Devaneios Desintéricos disse...

É este o país da "paciência democrática" que o Eng. Sócrates nos pediu e com a qual pensa, uma vez mais e como tantas vezes na história deste rectângulo e ilhas adjacentes, adiar ad eternum a efectiva resolução dos problemas do País. Os portugueses são mais que incógnitas numa qualquer equação economicista. São pessoas com problemas sérios que urge resolver. Para que Portugal acompanhe finalmente, e de facto, os seus parceiros...

Jose Sarney disse...

O Engenheiro (da Universidade Independente) José Sócrates Carvalho de Sousa tem que fingir que tem a sua "agenda de esquerda"!

Mas, também não pode ferir os "Robertos Carneiros" lá da "tralha Guterrista"!

douro disse...

Não seria melhor informar imediatamente o Sòcrates que 2007 pode ser tarde demais visto que os mouros jà se puseram a cavalo para nos submeter ao Corão?

mª Lurdes Delgado disse...

Quanto ao casamento dos homossexuais, já disse, que para o país que temos {há quem goste, eu não!} uma lei "à francesa", como lhe chamou na pré-história deste blog a CCS, ou lei à Elizabeth Guigou, como eu lhe chamo, é hipócrita, mas é prudente e não destoa das massas.
Quanto à IVG ou aborto, como quiserem, já me chegou o beatério de sacristia do Guterres. Eu voto PS, também, mas não só, para resolvermos esta treta de vez. Não se trata da idiotia de "ninguém manda na minha barriga", mas da vergonha de quererem mandar nas minhas convicções, bem diferentes, das do Vaticano, das dos evangélicos e das dos islâmicos, aqui sovados e bem, desde há pelo menos uma semana. Haja coerência e sovem-se todos os fundamentalismos.

Velho disse...

Horror! VPV caiu no "quanto muito", em vez do vernáculo "quando muito"!

Não vale a pena ter fé em ninguém!

Horror!

unreconstructed disse...

O único político convicto do PS é o Dr. Pina Moura: está convicto que pode ter sido Ministro, com a responsabilidade da energia, representar agora a Iberdrola (no quadro do "modelo empresarial" por si próprio desenhado para o sector) e continuar a ser deputado da nação que - garante com convicção - não fere ética nenhuma; quanto ao Engº Sócrates, não se lhe pode pedir muitas "convicções" porque tem andado muito ocupado com aquilo que verdadeiramente o apaixona: em cerca de um ano de mandato, mesmo com um safari ao Kenya e umas férias na neve de permeio, já conseguiu renovar vinte-e-não-sei-quantos Conselhos de Administração... Empregos para os boys? Não, que o Sr. Engº ainda lhe restam umas convicções progressistas e. em nome da "igualdade do género", também incluiu algumas girls... E depois admiram-se de o homem, saído de uma maioria absoluta há meses. e com o Parlamento mais à esquerda da história da II República. não ter conseguido mais de 15% para o candidato apoiado pelo PS, ter produzido o inenarrável candidato Alegre e ter entregue a Presidência para o candidato esfíngico, Prof. Cavaco Silva...

/me disse...

Vá, meus caros, tenham caridade. Nerónio de político não dá para mais. Esqueçam os aspectos sociais: eles nem ignorando esses conseguem arranjar os económicos...

Anónimo disse...

vão fazer o referendo no verão para "as defensoras" do aborto estarem muito ocupadas a bronzear o rabo na praia e ganhar + uma vez o não...

Anónimo disse...

Não é verdade, então, que para continuarmos a financiar a segurança social, estamos com um déficit de 50.000 nascimentos/ano?
E o caminho que o governo encontra é promover o aborto e o casamento entre homosexuais? Vamos continuar a ser, preferencialmente, importadores agravando a nossa balança, agora, com importação de cidadãos, para continuar esta "coisa" que começou gloriosamente com D. Afonso Henriques e que chegou a isto?

Anónimo disse...

Não é verdade, então, que para continuarmos a financiar a segurança social, estamos com um déficit de 50.000 nascimentos/ano?
E o caminho que o governo encontra é promover o aborto e o casamento entre homosexuais? Vamos continuar a ser, preferencialmente, importadores agravando a nossa balança, agora, com importação de cidadãos, para continuar esta "coisa" que começou gloriosamente com D. Afonso Henriques e que chegou a isto?

Mª Lurdes Delgado disse...

A Drª Helena Ceausescu, essa grande cientista e humanista, também tinha a teoria que a Roménia precisava de bebés e proibiu e criminalizou o aborto. Houve um pequeno senão: os ingratos dos romenos, não apreciaram o génio e fuzilaram-na. Selvagens!

joão disse...

Cara Mª de Lurdes Delgado, comparar o fundamentalismo islâmico com os ideais cristãos é no mínimo ridículo! Além disso, veja se percebe uma coisa de uma vez por todas – ninguém quer saber das suas convicções para coisa nenhuma; simplesmente acreditamos que a criança é uma pessoa e como tal deve ter todos os DIREITOS de pessoa! Se as suas convicções lhe permitem fazer isto ou aquilo é indiferente, apenas não se pode permitir que “essas convicções” justifiquem que se mate! Respeitosamente.

unreconstructed disse...

São os Joões deste mundo que melhor justificam a razão pela qual o aborto deve ser legalizado sem delongas em Portugal: a tolerância (ao tipo nunca lhe ocorreu que chamar a um feto de meia dúzia de semanas uma "criança" é, no mínimo, controverso...)

joão disse...

Caro amigo! Diga-me então, a partir de quantas semanas é que, a seu ver, o aborto deve deixar de ser legal? A partir de que ponto é que o "monte de células" deixa de ser só um "monte de células" para passar a ter direitos!!!!

Unreconstructed disse...

Poupe nos pontos de exclamação e acalme-se: não tenho teoria própria, mas posso aceitar por boas as legislações dos outros países europeus em que o aborto é legal (isto é, todos menos a Irlanda e a Polónia, esses faróis da civilização...). V. se calhar ainda não reparou que, se vai por aí acima a dizer que as "células" têem "direitos", ainda acaba a querer prender os onanistas e os sodomitas... Viva lá como quiser, mas deixe o resto da malta em paz.

Mª Lurdes Delgado disse...

Unreconstructed,
Olhe que não vale a pena o esforço. Eu já desisti há muitos anos.