domingo, fevereiro 26, 2006

REPRESENTATIVIDADE

deserto

Dos 150 militantes da concelhia de Fafe do PSD, só votaram 11, que elegeram Marques Mendes, claro, e mais dois delegados. É imaginável pior?

vpv

15 comentários:

Pés de Chumbo disse...

e o mm n foi um desses 11! grande explo!

sniper disse...

Quando forem governo, a clientela aumenta.

maloud disse...

Estavam a gozar o Carnaval. As televisões não dizem que metade do país vai para o Brasil? Pois é, em Fafe só ficaram 11. São os pobretanas.

xatoo disse...

é normal aparecerem poucos
PSD?
isso não é uma espécie de associação de malfeitores, um bando sem espirito de grupo que só reune a sério quando há bolo para esquartejar?

lavador disse...

É.
mas a sua fotografia(do site), é linda
cumps

a. de anónimo disse...

É.
Podia ter votado só um...

Animatógrafo disse...

É, se tivessem votado os 150 em Marques Mendes. A consciência absentista é preferível à cegueira presencial.

Louis disse...

"É imaginável pior?"

Claro que sim! Imagine que elegiam VPV...

piscoiso disse...

Parece que só apanharam a equipa de futebol, que estava a treinar perto das urnas.

paciente inglês disse...

E que importância têm 150 fulanos?

E que importância tem Fafe?

Não haverá aí uma má vontade teimosa contra o Marques Mendes?

maloud disse...

Eu julgo que o Marques Mendes é de Fafe. Parece-me que não está a despertar grande entusiasmo na terra. Deve ser do Carnaval...

JG. disse...

Se não convence os seus, como convencerá os demais?!

paciente inglês disse...

Santos da casa não fazem milagres.
Mas o certo é que ele chegou ao topo. Pode não ser o melhor, mas foi paciente...

Anónimo disse...

Bem...ainda há esperança. Razão para fugir (o meio do deserto não seria uma escolha despropositada) seria mesmo terem os 150 votado no MMendes.

Anónimo disse...

Mas há alguém, com uma résteazinha de vergonha, que ainda se meta nesta coisa dos partidos políticos, bastião há muito ocupado, com pequeníssimas excepções, por gente sem qualquer qualificação para o que devia ser o nobre exercício da democracia? Os aparelhos estão tomados...
Parabéns a Fafe! Isto só mudava quando a abstenção fosse total. Afinal para quê votar se, invariavelmente, as expectativas dos eleitores se esfumam cada vez mais depressa? Não respondeu há pouco uma das "referências" da nossa "democracia", quando o acusaram de não ter vergonha de faltar a uma promessa, "que vergonha, para ele, era perder"?