domingo, fevereiro 12, 2006

O MUNDO ESTÁ PERDIDO

Só faltava mesmo isto: o Daniel Oliveira transformado num incompreendido moderado, tentando, em vão, pregar as virtudes do bom senso, no meio de dois mundos fanáticos, igualmente desprezíveis. De um lado os imãs, em guerra contra a blasfémia e a “licenciosidade” do Ocidente; do outro, turbas de comentadores, prontos a acirrar multidões e a atiçar o choque de civilizações. E, no meio, o pobre do Daniel, sensato e responsável, acompanhado, na sua difícil cruzada, por dois improváveis companheiros: José Sócrates e Vitalino Canas. Mais uma dúzia de cartoons e ainda corremos o risco de o ver aderir ao PS. O mundo está, de facto, perdido!
ccs

29 comentários:

bolas disse...

É a nova cruzada dos amantes da guerra na tv. Já quando foi a guerra no Iraque muito eles escreveram nos blogs e falaram na tv que a guerra era uma maravilha. As armas de destruiçao maciça. Agora é o islao e a liberdade de expressao.

É triste.

Anónimo disse...

O mundo está perdido
Mas como há liberdade de expressao até posso dizer que está é fodido.

Até a seguir podia fazer uma caricatura, daquelas que costumam a aparecer na parede do balnearios das escolas. Vale tudo pela liberdade de expressao.

Anónimo disse...

daniel oliveira: o "opinoso" mais apalermado que portugal conhece. só a cara do tipo já parece um cartoon ofensivo contra a honestidade de opinião.

antónio morais

Anónimo disse...

Além da campanha pela liberdade de expressao, também existe em Portugal a campanha anti Daniel Oliveira e sua opiniao.

Pela liberdade de expressao calemos Daniel Oliveira

Anónimo disse...

Ou pela liberdade de expressao, insultemos Daniel Oliveira

Anónimo disse...

Aquele texto é a prova que também há fanatismo do lado de cá.

Carlos

Anónimo disse...

Este tema é dedicado ao VPV&JPP,a quem
desde já se pede desculpa pela negritude da interprete:



Things have come to a pretty pass
Our romance is growing flat,
For you like this and the other
While I go for this and that,

Goodness knows what the end will be
Oh I don't know where I'm at
It looks as if we two will never be one
Something must be done:

You say either and I say either,
You say neither and I say neither
Either, either Neither, neither
Let's call the whole thing off.

You like potato and I like potahto
You like tomato and I like tomahto
Potato, potahto, Tomato, tomahto.
Let's call the whole thing off

But oh, if we call the whole thing off
Then we must part
And oh, if we ever part, then that might break my heart

So if you like pyjamas and I like pyjahmas,
I'll wear pyjamas and give up pyajahmas
For we know we need each other so we
Better call the whole thing off
Let's call the whole thing off.

You say laughter and I say larfter
You say after and I say arfter



Laughter, larfter after arfter
Let's call the whole thing off,

You like vanilla and I like vanella
You saspiralla, and I saspirella
Vanilla vanella chocolate strawberry
Let's call the whole thing off

But oh if we call the whole thing of then we must part
And oh, if we ever part, then that might break my heart

So if you go for oysters and I go for ersters
I'll order oysters and cancel the ersters
For we know we need each other so we
Better call the calling off off,
Let's call the whole thing off.

I say father, and you say pater,
I saw mother and you say mater
Pater, mater Uncle, auntie let's call the whole thing off.

I like bananas and you like banahnahs
I say Havana and I get Havahnah
Bananas, banahnahs Havana, Havahnah
Go your way, I'll go mine

So if I go for scallops and you go for lobsters,
So all right no contest we'll order lobseter
For we know we need each other so we
Better call the calling off off,
Let's call the whole thing off.

Anónimo disse...

a cegueira é gritante: o post não foi escrito pelo daniel!

Anónimo disse...

Ahahah! Agora calhava bem a anedota de Spielberg e o chinês.

"Luís ou Daniel, Daniel ou Luís, é tudo a mesma coisa"

Anónimo disse...

Epá já chega de falar dos maomés e dos cartoons... já passou, a 'real politik' vai imperar e daqui a duas semanas já ninguém se lembra...

Anónimo disse...

E alguém disse que o texto foi escrito pelo Daniel?

Carlos

alferes disse...

eu só conheço três rapazes de nome Daniel.
Um é um excelente desportista;
outro, é um artista político;
o outro é um homossexual escondido;

Este, não sei o que é, nem quem é,mas certamente e pelo menos,
é socilista.
Laico, eminente e bajulador.

Vem isto a propósito, do
desaparecimento de cromos como Soares,(mário),Louçã, do dançarino comunista,
Alegre(tte),...

Será que a gripe das aves JÁ está em portugal?

Não será melhor "acordar" o chamado ministro da saúde?

É que se esses cromos tem de ir ao hospital de sta. Maria, ou foram ontem, devem estar mortos.

E os médicos de serviço
(quantos são, quantos são ?...), não devem saber.Porque não querem saber.

A imunidade deles, permitiria livrarmo-nos desses ave raras.

Anónimo disse...

o termo "realpolitik" também já chateia.

(todos em coro)
Queremos coisas novas!
Queremos coisas novas!
Queremos coisas novas!

Jose Sarney disse...

É evidente que o Daniel, a Joana Amaral, e quejandos, seguirão o caminho do: Vital, da Zita ou do Pina. Ou ainda do Pacheco, do Durão ou até mesmo do Sampaio.

É tudo gente revolucionária, até ao dia em que vão em "executiva" num qualquer avião da Air France, e pedem um Moet et Chandon.....visto isso, esquecem-se dessa turba irrelevante e mal cheirosa (como diz o Rosas dos "ciganos), que são os pobres!

Business as usual!

Rui Baptista disse...

Ooops.. Realmente o mundo está perdido quando as diferenças nos cegam. Não é que o Daniel não subscrevesse o post referido, parece-me que o faria. Mas não foi ele que o escreveu, se procurares não será difícil encontrar outro adequado.

Mº Lurdes Delgado disse...

Eu salivei com o post-scriptum. Que é que o Madjer, com ou sem talonnade, tem que ver com as multidões ululantes? Alguém o viu na TV a apedrejar alguma embaixada?
Se viu, está muito mudado. Quando vivia aqui no Porto era um sujeito cordato, talentoso a jogar e não consta {e aqui, consta tudo!}que faltasse ao treinozinho por causa do Ramadão. Eu já declarei, mas relembro, que sou portista e moro nas Antas, donde as minhas informações neste particular, normalmente são fidedignas.

Anónimo disse...

Bem, como ninguém pergunta, e como não tenho nada para fazer, vou contar a anedota de Spielberg e o chinês na mesma...

-----------
Um chinês estava a beber chá numa pastelaria. Nisto, entra Spielberg, chega-se ao pé do chinês e dá-lhe um valente murro na pinha. O chinês, a sangrar do nariz e dos ouvidos, grita:
- Ei! Por que foi isso?
- O teu avô bombardeou o meu avô em Pearl Harbor, porco! - responde Spielberg.
- Mas eu sou chinês, não sou japonês, seu estúpido! - indignou-se o outro.
- Quero lá saber: chineses, japoneses, tailandeses, é tudo a mesma coisa! - grita Spielberg e sai furibundo do café.
Quando ia a dobrar a esquina, sente um toque no ombro e leva uma castanhada na tromba do chinês.
- EEEI! Maf para que foi iffo? - pergunta Spielberg com dois dentes cravados no céu da boca.
- O meu avô ia no Titanic quando tu o afundaste, macaco barbudo! - retruca o chinês.
- Maf não fui eu!- grita o outro - Foi um Ifeberg, meu parvalhão!
- Quero lá saber! Icebergs, Sodherbergs, Spielbergs, é tudo a mesma coisa.
------------------------------

Há uma moral nisto.

Anónimo disse...

se daniel oliveira não fosse tão palerma, o sonho dele era ser político. só não é porque o pesadelo assusta-se com as suas opiniões e argumentos.

antónio morais

Anónimo disse...

Mas que bele sequência de posts idiotas!

Sílvia disse...

Se não fossem as medíocres caricaturas de Maomet num jornal dinamarquês, a tese de Daniel Oliveira e o virtuosismo do Diogo, este blog estava perdido...

Mª Lurdes Delgado disse...

Ao jantar a prole informou-me, que o Miguel Sousa Tavares teria dito, que não havia um cientista, um escritor, um artista plástico, entre os muçulmanos. Assim já compreendo o post-scriptum e concordo com ele.

zazie disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Será que no Islão contam piadas como cá? Gostava de saber.

Aí vai uma:

"- Ó D. Manuela, você sabia que depois da ressurreição Cristo ficou líquido?
- Como?
- Cristo ficou líquido.
- Oh, não seja pateta sr. Júlio. Você anda sempre com piadas.
- Estou a falar a sério! Jesus ficou líquido.
- Então porquê?
- Porque segundo o Evangelho os apóstolos "debalde o procuraram".
- Deus o perdoe Sr. Júlio. Deus o perdoe..."

alferes disse...

prof.d.maria de...lurdes.

o miguel, é um gajo porreiro.
é um português de gene.
Proffiteur madiático (do Pai) e escritor presumido.

MAS, diz umas verdades políticamente ( convenientemente) admissíveis.
E... Só.

70% é "pintura loura", 30 % é manutençaõ dos privilégios.

Anónimo disse...

Que coisa mais cruel, ficámos a saber que para a CCS Luis Rainha é pseudónimo de Daniel Oliveira. Não sei por que raio é que o Monty foi pensar que eram diferentes...

Real

alferes disse...

oh josé sarney

a joana?
então a rapariga até dormiu no deserto, para ter a sensação.
Sózinha, com a mulher do João!!!

o helicóptero levou as duas e uma tenda, e foi buscá-las na manhã seguinte......
Não sabia?
o Dakar deu para isso...

por favor, acredite na moça.

as Jardim, devem estar fulas. esta, nem o psl conseguiu. Ainda...

Adriano Volframista disse...

Não podemos promover uma "quête" para que o moderado Daniel de Oliveira passe uma temporada, aí para mais de dois meses, num quaqluer país verdadeiramente árabe?
Eu darei, de bom grado € 50 e ajudaria a suportar os custos da ligação por satélite para o programa o "Eixo do Mal".

Cumprimentos
Adriano Volframista

Luis Rainha disse...

Só duas ou três coisitas: no post em questão, que não é mesmo do Daniel, quem é descrito como andando a "acirrar multidões" são os mullahs que até acrescentam caricaturas às efectivamente publicadas, para tornar o ultraje maior.
E não são os "mundos" que sofrem de fanatismo; são apenas algumas pessoas, apostadas em descrever o "outro" como criaturas sem méritos, moral ou qualidades; "comentadores" destes, também há uns quantos em Portugal.
Por outro lado, o que Vitalino Canas disse é que os manifestantes estavam bem para os cartonistas. O que o post afirma é que os extremistas que só vêm defeitos no adversário estão bem uns para os outros, sejam muçulmanos, portugueses ou apenas imbecis.
"Uns vêem do lado de lá turbas selvagens que nada respeitam, bárbaros às portas do império da decência e da justiça. Os outros idem." Continuo sem ver erro aqui.

Anónimo disse...

Esse tal de daniel saberá escrever ou apenas assina o que o dono escreve?