terça-feira, janeiro 17, 2006

Portugal no seu melhor


Havia, n'O Independente, uma secção de que eu gostava particularmente. Chamava-se Portugal No Seu Melhor e era feita pelos leitores do jornal. Não me lembro bem como é que aquilo apareceu mas tenho ideia de que foi o Domingos Amaral que lançou essa novidade, na revista, quando ficou à frente do Caderno3. De qualquer forma, a coisa pegou. Todas as semanas, choviam fotografias, enviadas pelos leitores, que mostravam o país de todos os dias, que nós não víamos todos os dias: um país “reconhecido”, familiar e estranho, com os seus atrasos, o seu desleixo, as suas contradições, os seus pequenos rasgos e os seus desenrascados serviços. Havia placas de trânsito sem sentido, letreiros hilariantes, lixeiras onde menos se esperava, remendos inaceitáveis…Havia de tudo. Era Portugal no seu melhor. Às sextas-feiras. No dia em que era publicada a melhor fotografia, devidamente assinada. Pensei abrir uma secção, como essa, aqui, n’O Espectro, para onde os leitores poderiam enviar não só fotografias mas também pequenas notícias que mostrassem o país que somos e no qual alegremente vivemos. Uma vez, por semana, à segunda-feira, por exemplo (para abstrair da semana que começa), seriam publicados os melhores contributos, entretanto, recebidos. O material, se alguém estiver interessado, deve ser enviado para o mail deste blog. Espero que o eviem. E que se possa instituir um novo hábito. Vamos ver!
ccs

13 comentários:

Pina disse...

Um dos problemas da Internet, é que já está tudo inventado:
http://www.portugalnoseumelhor.com/

Aqui está um site que contem duzias de fotografias de Portugal no seu melhor, provavelmente foi "copiado" da tal coluna do Independente...

Isto de todo o mundo poder ter um site e escrever o que lhe apetecer, tem destas coisas, cada vez fica mais dificil inventar a pólvora...

Abraços,
Carlos Pina.

ccs disse...

Não sabia. a secção apareceu n'o independente há muitos anos. Mas a ideia desta secção não era só ter fotografias mas pricipalmente pequenas notícias que ilustrassem o país que temos. os jornais regionais, por exemplo, são uma fonte riquíssima. obrigada

paulof disse...

Pois, lembro-me bem dessa coluna do Independente ( já na fase descendente em que já não queria vender mais do que o Expresso )curiosamente essas fotos tal como esta têm subjacente um preconceito anti-rural que hoje ( com a internet, etc.)já não faz sentido nenhum: os piores pacóvios estão aqui, na cidade, conheço alguns, licenciados, (verdadeiros labrego-analfabeto-funcionais ) que dão erros piores que os mostrados nesses cartazes.

Fazem-me lembrar um velhote que é atrazado mental e que vai muitas tomar café ali em Entrecampos, e que costumo ver muitas vezes: ( a mulher, ou parentes, quiçá) vestem-no sempre com um bom fato e gravata.


É exactamente por isto - em que vale mais o ter do que o ser, em que vale mais parecer do que ser... que o país está como está...

ccs disse...

paulof
esqueça o preconceito anti-rural. lembre-se dos pacóvios. e veja a fografia, já agora!

Anónimo disse...

http://politicaehouse.blogspot.com/2006/01/manuel-alegre-o-senhor-monarca.html

bravo disse...

Lembro-me bem dessa secção, tenho de confessar que era das primeiras que via... Penso que a existência desse site não invalida a ideia para este blog, até porque o critério de exigência desse site não é muito elevado (há uma em 10 com piada). Uma foto realmente inacreditável por semana pode ser bem mais interessante.

E parabéns pelo blog, claro.

pedro oliveira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
sr. atrasado disse...

sr. paulof, não insulte outras pessoas, tratando-as por "pacóvios", quando, por desconhecimento ou distracção, comete os mesmos erros que elas!

paulof disse...

Sr. Atrasado,

Se ler bem o que escrevi acima, e se ler alguns posts meus aqui no arquivo deste blog vê bem que os meus erros ortográficos, como o do atrasado mais acima, são de escrever rápido e com pouca revisão e edição ( algo qq este blog não permite, aliás): alías veja que a tecla z fica logo ao pé da tecla s no teclado...

Portanto antes de insultar infundada e ridiculamente os outros, como eu, leia melhor, caso contrário arrisca-se, eh eh eh, a fazer jus ao seu "nick"...

Anónimo disse...

Ainda existe; não propriamente todas as semanas. Encontra-se na secção do Jokemail.
Parabéns pelo seu Blog.

miserables_24601

Nancy Brown disse...

é mas o "Portugal" que somos é da responsabilidade de todos nós. acho mta piada a esta "moda" do "bota abaixo" em q cd um de nós se auto exclui!
é mais... do mesmo!

Anónimo disse...

Para esse efeito, convem que abra uma caixa de correio no Gmail pois o hotmail nao da para nada. Muito menos para receber fotos.

Um abraço

Luisa disse...

Mais histórias de plágios

Pronto. É sina assente: agora, tudo o que tenha a ver com o gamanço de escritos alheios tem de me vir parar ao desktop. Ainda acabo como metade da população portuguesa: processado pela Clara Pinto Correia, que gastou esta semana a justificar, no "24 Horas", os seus tormentos e a ameaçar este e aquele com ferozes litigações, pois "agora já não vai sair barato dizer mal de mim". Isto enquanto persiste na colocação de aspas a proteger a palavra "plágio", quando aplicada à sua pessoa, mas enfim. (Espero que ela não descubra que escrevi há um ano que "o Jorge Listopad e a Clara Pinto Correia deviam ser banidos para a Zona Fantasma"...)
É que nossa Margarida conseguiu por fim encontrar um texto assinado por Francisco Louçã em 2001 e outro de Michel Chossudovsky, alguns dias anterior. Podem ler ambos aqui. Até me dei, não fossem acusar-me de escasso empenho analítico, ao trabalho de assinalar a vermelho as passagens literalmente comuns aos dois artigos. Mas não era preciso; eles estão obviamente irmanados e expõem os mesmos factos, o mesmo raciocínio e a mesma conclusão.
Plágio? Para ter a certeza, precisaria de verificar alguns dados: datas, notas, o texto assinado por Louçã. Mas admito que parece bastante provável.
Sei que pode soar a coisa estranha, mas é verdade, Margarida: nem todos fechamos os olhos ao que parece ser a evidência só porque esta nos desagrada.
Postado por Luis às 06:26 PM | Permalink | Comentários (26) | TrackBacks (2)
(http://aspirinab.weblog.com.pt/)