domingo, janeiro 15, 2006

Falta de jeito?(I)

Nunca aderi à tese (muito difundida por aí) que dá como adquirida a “falta de jeito” de Cavaco Silva para suportar a exposição a que obriga qualquer campanha. Convém perceber que “a falta de jeito” é um dos trunfos do candidato. É sinónimo de “honestidade” e de “competência”. Revela um profundo desprezo pela “retórica” dos que foram ultrapassados pela história. E aponta para uma “nova forma” de fazer política que dispensa explicitamente a política (duas pessoas sérias com a mesma informação chegam naturalmente à mesma conclusão). Os apoiantes de Cavaco Silva sabem que ele não tem uma boa relação com as câmaras. Não esperam que ele esmague os seus adversários num debate. Nem esperam que ele os brinde com as subtilezas da ideologia. Esperam apenas que ele, em Belém, seja igual a si próprio e que introduza novas regras no sistema político e ponha fim a certos arranjos partidários. E não esperam pouco, diga-se de passagem!
(continua)
ccs

8 comentários:

Ruvasa disse...

Viva, Constança!

Espero eu, porém, que esperem certamente também que Cavaco deixe de importar-se apenas com o próprio umbigo e não vá ao ponto de tudo e todos a ele sacrificar. Mesmo aqueles que o apoiam seja de que forma for. Dito de outro modo: que Cavaco não revisite carnavais seus, gastos de tanto uso.

* * *

Tomei hoje conhecimento da existência do seu blog. Vou continuar a passar por cá, por duas razões:

1. Sempre apreciei em si a frontalidade jornalística, mesmo - ou talvez mais por isso - quando de si discordo;

2. Estou extremamente curioso de verificar que diferenças haverá entre a CCS jornalista e a CCS simples cidadã, a expressar-se sem espartilhos.

Do que achar, darei notícia. Valeu?

Cumprimentos

Ruben Valle Santos

Golfinho disse...

O mesmo se aplica, mutatis mutandis, a Manuel Alegre.

Musicologo disse...

Além disso, Cavaco e os seus "conselheiros" sabem perfeitamente que no dia em que ele viesse "para a rua" engalfinhar-se com os esquerdistas (ou seja, restantes candidatos), quer em debates, quer em opiniões, se estatelaria ao comprido e corria sérios riscos de perder votos à força toda. Como continuo a pensar, quem está a ganhar por 1-0, não precisa de atacar, basta defender-se...

axadresado disse...

CAVACO ESTÁ A DAR UMA LIÇÃO DE VIDA, ONDE O RESPEITO, A CULTURA E A EDUCAÇÃO POR TUDO E TODOS IMPERA.
SEJA BEM VINDA AO MUNDO DA BLOGOSFERA!


hTTP://BILKACL.BLOGSPOT.COM
"SOCIEDADE"

Paulo Alves disse...

A falta de jeito de Cavaco é evidentíssima. O excesso de jeito dos outros é que lhe dá jeito.

Tiago Mendes disse...

Cara CCS,

Concordo com o post, mas as críticas a CS relativamente à frase proferida são exageradas. CS apenas queria reiterar um resultado muito conhecido em Economia, e que ilumina um pouco a questão da "concordância" e da "discórdia" à luz da racionalidade. Tratei desse tema aqui:

http://www.diarioeconomico.com/edicion/diario_economico/opinion/columnistas/otros/pt/desarrollo/587345.html

E desenvolvi aqui:

http://aforismos-e-afins.blogspot.com/2005/11/desacordo-e-honestidade-intelectual.html

Pedro Sá disse...

Convenhamos que essa forma de ver as coisas não fica nada bem a um professor...

axadresado disse...

mas afinal, voce é aticavaquista, ou, cavaquista?
ou dito doutra forma gosta de viver de bem com o diabo e com deus, bem me parece